I – ENCONTRO – PONTA PORÃ/MS – PARQUE DO SINDICATO RURAL DE PONTA PORÃ

ASSOCIAÇÃO CATARINENSE DE PROPRIETARIOS DE VEÍCULOS DE RECREAÇÃO

I – ENCONTRO – PONTA PORÃ/MS – PARQUE DO SINDICATO RURAL DE PONTA PORÃ

De 16 a 24 de julho de 2016, Rua Cel. Ponce, Centro, Ponta Porã – MS, CEP/79900-000 ·.

O   G R U P O   R O D A M U N D O,

Através da sua Diretoria, convida a todos os seus associados e demais caravanistas a participarem de nosso IV encontro de 2016 e o I em Ponta Porã.

O município de Ponta Porã está situado no sul da região Centro-Oeste do Brasil, no Sudoeste de Mato Grosso do Sul (Microrregião de Dourados) e faz divisa com a cidade de Pedro Juan Caballero no país vizinho, Paraguai.

Altitude: 775m

Latitude: 23º32’30″ Sul

Longitude: 55°37’30″ Oeste

 

A origem de Ponta Porã começa com a formação de um povoado denominado inicialmente Punta Porá, que surgiu dentre os campos de Erva-mate. Antes da Guerra do Paraguai, Ponta Porá era apenas uma região deserta no interior do Paraguai habitada somente por algumas tribos de índios, como os Nhandevas e os Caiuás, descendentes do povo Guarani, que viviam em harmonia com a natureza, caçavam, coletavam frutos e pescavam, além do cultivo de pequenas roças. A região era também local de parada de carreteiros que faziam o transporte de erva-mate. Em 1777 uma expedição militar chegou a esta região, tendo como objetivo, explorar o solo. Em 1862 chegou o grupo do tenente militar Antônio João Ribeiro que se fixou na cabeceira do rio Dourados (onde hoje é o município de Antônio João) e fundaram ali a Colônia Militar dos Dourados. Em 1864, época da Guerra da Tríplice Aliança, a Colônia Militar dos Dourados foi destruída pelos paraguaios, onde veio a falecer o tenente Antônio João Ribeiro.

Em 1872, após o fim da Guerra do Paraguai, houve a fixação da região fronteiriça do Brasil com o Paraguai, no qual também constavam os respectivos limites com o Brasil, e que segundo Hélio Vianna, respeitava os convênios da época colonial e reivindicava ao Brasil somente as terras já ocupadas ou exploradas por portugueses e brasileiros. A partir daí a região de Ponta Porã passa a ser possessão territorial brasileira. Em 1880 chega na região o senhor Nazareth, um militar que vem com a missão de comandante e ergue seu acampamento junto à lagoa do Paraguai, onde hoje é a cidade de Pedro Juan Caballero. Em 1882 Tomás Laranjeiras já explora e industrializa a erva-mate em Ponta Porã e exporta para Argentina. Em 1892 chegou ali a Guarnição da Colônia Militar de Dourados para proteger a região. Nesse mesmo ano Ponta Porã começa a tomar seus primeiros impulsos de progresso econômico, com a chegada até ali de muitos migrantes gaúchos, que vieram com a finalidade de praticar a agropecuária eles queriam cultivar a terra e criar gados. Em 1897 é criado o primeiro destacamento Policial em Ponta Porã e nomeado como Comandante o Senhor Nazareth.

Em 1900 Ponta Porã torna-se Distrito de Bela Vista. Em 18 de julho de 1912 foi criado o Município de Ponta Porã, deixando de ser distrito de Bela Vista. No ano seguinte foi instalado o município e toma posse seu primeiro Prefeito, Ponciano de Matos Pereira. Em 1915 o Governador do Estado de Mato Grosso, Caetano de Albuquerque eleva o município de Ponta Porã para a categoria de comarca no ano seguinte, 1916 toma posse o primeiro Juiz de Direito da Comarca de Ponta Porã, Possidônio de Souza Guimarães e o Primeiro Promotor é Henrique Carlos Guatemozim. Em 1919 é criado em Ponta Porã o 11º RC (Regimento de Cavalaria) e instalado no ano seguinte, sendo seu primeiro Comandante o Capitão Hipólito Paes Campos. Em 1943, o Presidente Getúlio Vargas cria o Território Federal de Ponta Porã, tendo como capital a cidade de Ponta Porã e formado também por outros municípios vizinhos. Em 1946 o território é extinto. Em 1977 é criado o estado de Mato Grosso do Sul, a qual Ponta Porã faz parte atualmente.

——————————————————————————————————————

A partir do dia 16/jul/2016, estaremos recebendo nossos associados e convidados para o nosso quarto encontro do ano de 2016.

Programação:

Sábado a sexta-feira – 16 a 22/jul

Das 08 h as 18 h – recepção e acomodação dos equipamentos;

Quarta-feira – 20/07 – Na quarta-feira na parte da manhã exposição de nossos veículos em frente ao prédio da governadoria paraguaia, de onde sairemos (as 9 h) para conhecer o Parque Cerro Corá, onde na guerra o Presidente do Paraguai foi morto pelas tropas brasileiras. Iremos acompanhados por um guia em cada RV.

Sexta-feira – 22/07 – Na sexta-feira na parte da tarde uma cozinheira Paraguaia irá ensinar as mulheres a fazer: sopa paraguaia, chipa e chipa-guaçu. Estas comidas serão degustadas a noite e em seguida apresentação de danças folclóricas e de um conjunto Paraguaio.

Sábado – 23/07 – A partir das 20h, jantar e baile;

Domingo – 24/07 - Dia livre e retorno

——————————————————————————————————————

Preço do pacote (incluído camping):

Associados do Rodamundo e de outros grupos (respeitando acordo de reciprocidade) em dia com a tesouraria: R$90,00 por pessoa;

(Valor de R$90,00 válido acima de 10 anos. Abaixo de 10 anos livre);

Para Associados em débito com a tesouraria de seu Grupo e quem não é associado de nenhum Grupo – R$140,00 por pessoa acima de 10 anos.

—————————————————————————————————————— O Parque fica dentro da cidade com ponto de ônibus em frente e a 600m do OUTLETT (atacadão) da Casa China e a 1200m da Casa China, com ruas todas asfaltadas. (Paraguai – fronteira seca com o Brasil)

Venham nos prestigiar. O Grupo Toa a Toa precisa da presença dos nossos amigos

ROTEIRO PARA PONTA PORÃ

 

Ctba, Cascavel, Guaira, Eldorado, Naviraí, Dourados Ponta Porã, vai andar 100 km mais.

O trecho Eldorado, Iguatemi, Ponta Porã é 100 km mais perto, mas com as chuvas a rodovia está muito ruim.

Ctba, Paranavaí, Nova Londrina, Diamante do Norte (Pr) Nova Andradina, Ivinhema, Deodápolis, Lagoa Bonita, Indápolis, Dourados, Ponta Porã. Tem trechos da rodovia que estão ruins.

 

Quem vem de Sta Catarina e Rio grande do Sul o trecho de Cascavel em diante é o mesmo acima

 

Quem vem de São Paulo é Presidente Prudente, Porto Epitácio, Bataguassu, Nova Alvorada(Virar a esquerda na rotatória), Rio Brilhante, Dourados, Ponta porã

 

Quem vem de Goiás é Goiânia em direção a Jatai, Chapadão do Céu, Chapadão do Sul, Campo Grande, Nova Alvorada, Rio Brilhante, Dourados, Ponta Porã

 

Quem vem de Minas Uberlândia, Prata, Paranaíba, Inocência, Água Clara, Campo Grande, Nova Alvorada, Rio Brilhante, Dourados Ponta Porã

Obs: de Paranaíba a Água Clara é uma reta só, tem pasto e arbustos e de quando em quando uma casa. Não tem sinal de Celular.

 


——————————————————————————————————————

CONTATO -  (67) 3433-5256 ou cel (48)9602-3078

A Diretoria

Inscreva-se

Receba nossas novidades

Nós prometemos ser e-mails responsáveis.

© 2017. «Grupo Roda Mundo». Todos os direitos reservados.